Conversas Regenerativas
Um curso com 8 encontros que promove mudanças nas conversas
por meio da Comunicação Não-Violenta
INSCREVA-SE

Transformar a maneira como conversamos
transforma as relações e os ambientes

Cuidar das conversas é algo muito importante para a vida organizacional. Ao mesmo tempo em que o ato de conversar é trivial para cada um de nós, é comum também que certas conversas inspirem desconforto e medo, que nos empurrem ao limite de nossas emoções e que exijam de nós capacidades de manejar tensões e conflitos.


Conversas Regenerativas é um processo formativo voltado a encorajar e capacitar pessoas e equipes a produzirem conversas com qualidade e ambientes mais leves e saudáveis.

"No conversar construímos
nossa realidade com o outro"

- Humberto Maturana, biólogo chileno

Acreditamos que
FALAR &
ESCUTAR
EXIGEM
PRÁTICA
AULA 1

Conversar é cuidar

Por que não abrimos espaços de qualidade para conversas em nossa cultura?
Qual a relação entre qualidade conversacional e cultura regenerativa?
Por que evito me aproximar das tensões?
Como posso cuidar das conversas que não acontecem?

AULA 2

Há conversas e conversas

O que é conversar e o que não é conversar?
Qual a minha intenção ao conversar com o outro?
Como estou chegando pra essa conversa? Quais as minhas inquietações?
Como estou me sentindo neste encontro?
Do que eu estou precisando?

AULA 3

Emoções conduzem a fala e a escuta

O que é letramento emocional?
Por que ao entender meus sentimentos eu consigo conduzi-los melhor?
Qual a relação dos sentimentos com as necessidades?
Que práticas são necessárias para que eu amadureça emocionalmente?

AULA 4

Escutar para compreender

Empatia ou simpatia?
Quais são os tipos de escuta?
O que nos apoia antes de iniciarmos uma conversa e ao longo dela?
Como criar espaços para sustentar as conversas?
Quais recursos  podem me apoiar numa conversa difícil? 

AULA 5

Liderar com autoridade sem ser autoritário

Como construir relações ganha-ganha?
Como  integrar limites e necessidades próprias e consideração dos limites e necessidades dos outros da organização ?
Como  construir caminhos de cooperação com leitura mais assertiva da realidade e do próximo passo?

AULA 6


Conversas difíceis pedem apoio

Por que lidar com os conflitos?
Como  construir uma rede de apoio?
Como ouvir e dizer mensagens difíceis sem perder o centro e o propósito da conversa?
Quando pausar em um assunto mais sensível e traduzir o que escutou o outro dizer?

AULA 7


Pedir com clareza e autenticidade

Como evitar ruídos de comunicação diferenciando pedidos de exigências?
O que existe por trás do “não” recebido como resposta ao pedido formulado?
Como ampliar o repertório de estratégias para atender as necessidades do coletivo?
Como construir caminhos possíveis, por meio de acordos e limites ?

AULA 8


Para recomeçar há de se terminar bem

Por que encerrar ciclos com olhar reflexivo sobre as etapas?
Como celebrar encerramentos para privilegiar os processos e reconhecer papéis individuais e coletivos?
Como  apoiar-se na   gratidão genuína, não no acerto de contas, para potencializar sinergias e responsabilidades nas novas demandas?

Conversas Regenerativas melhoram as organizações

CONTEÚDO

Pílulas de aprendizagem

atividades assíncronas entre encontros com vídeos e textos

formato

8 Encontros online

2h30 de duração
ao vivo pela
plataforma Zoom

Material de apoio

Livro digital

referência com casos práticos de experiências em organizações

METODOLOGIA

Oferecemos um percurso prático e profundo

Nossa metodologia parte do reconhecer o repertório de conversas de cada participante.
Em seguida, utilizamos técnicas que ajudam a ampliar as possibilidades de diálogo.
Vivenciar situações próximas da realidade, por meio da simulação de conversas e estudos de casos, promove a reformulação de padrões.
E Refletir sobre a experiencia favorece o incorporar uma nova cultura organizacional.
Por fim, celebrar os avanços mostra a dinâmica cuidadosa e consciente com a qual os ciclos devem ser encerrados.
Da semeadura à colheita, um olhar atento para dar energia aos recomeços
A Comunicação Não-Violenta é a principal referência da formação embora também carregamos  outras escolas como
Mediação de Conflito e Processos Restaurativos.


x

Para quem

Direcionado para lideranças e equipes que querem construir relações e ambientes saudáveis com conversas que conectem.

Direcionado para lideranças e equipes que querem construir relações e ambientes saudáveis com conversas que conectem.

Regenere os ambientes e as relações na sua organização em 8 encontros

TURMA 1
ENCONTRO 1
10/08
ENCONTRO 2
17/08
ENCONTRO 3
24/08
ENCONTRO 4
31/08
ENCONTRO 5
14/09
ENCONTRO 6
21/09
ENCONTRO 7
28/09
ENCONTRO 8
05/10
terças - 7:30 às 10:00

Caso não tenha disponibilidade nessas datas ou esteja com dúvidas entre em contato

TURMA 2
ENCONTRO 1
12/08
ENCONTRO 2
19/08
ENCONTRO 3
26/08
ENCONTRO 4
02/09
ENCONTRO 5
09/09
ENCONTRO 6
16/09
ENCONTRO 7
23/09
ENCONTRO 8
30/09
quintas - 18:30 às 21:00
INSCREVA-SE
valor por participante R$2.200,00
turmas de até 24 pessoas

A linguagem dá sentido ao que somos

O que valorizamos nos define


Causar imPACTO construtivo nos vínculos, da porta para fora e da porta para dentro de uma organização, parte de uma rede de sustentação interna profunda. Radicular. De valores essenciais que nos identificam, guiam, sustentam e dão sentido as Conversas Regenerativas  no mundo.

Autenticidade
Nosso novo olhar sistêmico do mundo pede a construção coletiva de narrativas honestas, comprometidas, íntegras. De diálogos corajosos, ancorados em necessidades e sentimentos genuínos, que levem em conta a consciência humana.

Gentileza
Numa vida interconectada, afetamos e somos afetados continuamente, em espiral. Ser gentil com o outro e com nós mesmos torna os ambientes calorosos e os vínculos, respeitosos, aumentando nosso potencial de manifestação colaborativa.

Cuidado
Conversar é um ato de cuidado. Fala e escuta genuínas são capazes de diminuir riscos e danos nas organizações. De nos fazer enxergar os ciclos. O meio. O outro. Quem somos. De promover segurança mútua. Coexistência. Eis o grande paradigma dos dias atuais!

Não-Violência
Que nossa atuação no mundo colabore com a formação de lideranças regenerativas, que não usem a palavra como forma de poder, controle, obediência. Mas para estabelecer relações horizontais e expandir uma cultura de respeito à vida além dos muros das organizações.